Uma porção de terra  | 2018

Escultura composta por 12 barras de terra compactada coletada de áreas particulares vazias posicionadas lado a lado, 70cm x 200cm x 20cm 

O trabalho se apropria do elemento presente em todos os carnês de IPTU, o código de barras, e propõe sua reconstrução a partir de terras coletadas por mim em áreas particulares vazias dentro da cidade. As terras coletadas são compactadas em um processo similar ao das paredes de taipa, em forma de blocos com larguras diferentes. Os blocos são posicionados lado a lado formando uma única peça.

O título do trabalho “uma porção de terra” é expressão comum em matrículas de imóveis particulares vazios. Muitas descrições destes terrenos começam por “uma porção de terra”, para depois localizá-los e dimensioná-los ,seguindo os padrões cartoriais.

Imagens  do trabalho no Salão de Artes Plásticas da Praia Grande, Praia Grande - SP.